Polícia investiga motociclista em Peruíbe com 100 mil pontos na CNH

Mais uma BOMBA

Vai vendo, novamente Peruíbe envolvida em escândalos depois é o BOCA DE RUA quem denigre a imagem da cidade, depois é o BOCA DE RUA que está com propaganda eleitoreira, depois o BOCA DE RUA é que quer ser candidato a alguma coisa, toda essa conversa mole, é só para poderem calar a boca do BOCA DE RUA.

Mas, o BOCA DE RUA não pode calar diante de atrocidade como essa.

Polícia investiga motociclista em Peruíbe com 100 mil pontos na CNH.

Seria mais um FANTASMA RONDANDO A CIDADE DE PERUÍBE?????

FOTO PARA ILUSTRAR A MATÉRIA

Vejam a matéria:

Terça, 28 de Fevereiro de 2012 – 09:29 hs

A Polícia Civil investiga um esquema de transferências de pontos de multas na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) envolvendo um motociclista de Peruíbe, no litoral paulista, com registro de aproximadamente 100 mil pontos. De acordo com o delegado José Sampaio Lopes, da Delegacia de Crimes de Trânsito, a suspeita é que o homem tenha se beneficiado de alguma forma para assumir os pontos de outros motoristas. Ele ainda não foi ouvido pela polícia.

O motociclista de 37 anos é o novo recordista em acumular pontos de multas na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Morador de Peruíbe, no litoral paulista, ele tem cem mil pontos em seu prontuário. O caso foi descoberto neste mês pela Delegacia de Crimes de Trânsito (DCT), que investiga irregularidades na transferência de pontos. O motoqueiro ainda vai ser ouvido pela Polícia Civil.

“Ouvimos uma mulher que se beneficiou da transferência e descobrimos que pontos dela também foram repassados para o motoqueiro de Peruíbe”, disse Lopes Filho. Durante depoimento, a motorista não revelou como teve acesso ao esquema.

A polícia investiga o envolvimento de despachantes, auto escolas e servidores públicos nas fraudes. De acordo com Lopes Filho, o motociclista tinha mais de 1,5 mil páginas de pontuação entre 2007 e 2010. “Por incrível que pareça ele conseguiu renovar a carteira no dia 18 de dezembro de 2009″, afirmou.

Um detalhe que chama a atenção é que a habilitação do morador de Peruíbe é categoria A, ou seja, ele só pode pilotar motos. Mesmo assim foram transferidos pontos de multas de carros.

O caso foi revelado pelo jornal “O Estado de S.Paulo” nesta segunda-feira (27). Segundo o delegado, a polícia investigava um homem de Pindamonhangaba com 85 mil pontos acumulados. Em um dos veículos investigados, foram verificadas transferências das multas para a carteira do motociclista.

De acordo com José Sampaio Lopes, há a suspeita de que o homem faça parte de um esquema e conte com o apoio de pelo menos um funcionário público. “No arquivo dele, é como se ele nunca tivesse sido pontuado. Mas há 1,5 mil páginas de arquivos excluídos, o que dá aproximadamente 100 mil pontos. Ou seja, uma forma de ludibriar a delegacia”, diz.

A polícia não sabe exatamente quanto o homem recebia para assumir as multas. “Alguma vantagem ele recebia, pois se não tivesse recebido, ele devia ter registrado esses pontos em alguma delegacia, pois alguém estaria usando a carteira dele”, afirma o delegado.

Policiais da DCT devem ir nos próximos dias para Peruíbe para ouvir o suspeito. Lopes Filho disse acreditar que o homem de cem mil pontos possa ter recebido dinheiro para assumir os pontos de outros motoristas em seu prontuário. Cada transferência pode custar de R$ 100 a R$ 200. (Agência Estado)

O caso vai ser investigado pela Corregedoria da Polícia Civil.

A Delegacia de Crimes de Trânsito de Peruíbe, no interior de São Paulo, investiga o caso de um motociclista que tem 100 mil pontos registrados na carteira de habilitação. A Polícia Civil suspeita que ele faça parte de uma quadrilha de transferências de multas.

De acordo com o delegado José Sampaio Lopes Filho, o motociclista já foi identificado e a polícia já tem o endereço dele. O homem deverá ser intimido a prestar depoimento nos próximos dias. Lopes Filho não quis passar mais detalhes porque, segundo ele, o caso corre em segredo de Justiça.

O delegado informou somente que a carteira de habilitação do suspeito foi suspensa em 2007 e em 2009, mas que ele ainda continua a receber as multas.

O delegado diz acreditar que o motociclista recebia dinheiro para passar os pontos para sua habilitação. Mais pessoas devem estar envolvidas no caso.

FOTO, APENAS, PARA ILUSTRAR A MATÉRIA

POSTADO PELA EQUIPE DO BOCA DE RUA

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>