Monarquia Totalitária E Absoluta.

Ando meio decepcionado com a nova monarquia, que tomou posse no meu país. Não quero sentir saudade da monarquia anterior e nem piedade da monarca destituída por vontade popular. Até porque, como plebeu, sou obrigada a aceitar as mudanças e a vontade da maioria dos súditos.

Claro que tenho lá minhas reservas a respeito da sabedoria do povo, pois nem sempre isso é verdade. Muitos fazem a escolha, baseadas em falsas promessas, compras de opiniões (votos); outros, simplesmente, por acharem a monarca linda e simpática.

Em que pese à forma, como a monarca ascendeu ao trono, depositamos nela, toda a esperança de um reinado, estribado na competência, honestidade e transparência. Acreditamos que ela escolherá com sabedoria, os seus auxiliares diretos e que nos primeiros dias de reinado, imprima seu estilo de governo. Para que possamos curvar à rainha, em sinal de respeito, é necessário que sintamos nela, firmeza em seus atos, como a mãe protetora de um povo humilde e trabalhador, cumpridor de seus deveres cívicos e sociais.

Nesses primeiros dias, tenho visto transitar pelos corredores do palácio, pessoas desqualificadas e mal intencionadas. Isso fez com que eu me decepcionasse ainda mais, pois, desde o inicio, tenho profetizado que as pessoas que a cercavam, não gozavam de apreço da maioria de seus futuros vassalos. O vice-rei, não senta ao lado da monarca e, ao que parece, não tem peso o que ele pensa e o que sonha. Quem manda, é o primeiro ministro, sendo que imprimiu uma verdadeira ditadura aos auxiliares diretos da monarca e, principalmente, aos serviçais do palácio.

Não bastasse isso, as perseguições correm frouxas por todo território real. Nem mesmo “Chamego”, o cavalo que conduz a carruagem real, ficou de fora. Só por ter dado um trote descompassado, num desfile cívico, foi transferido para uma baia, localizada no condado de Cudumundópolis, que fica para lá de deus-me-livre. As negociatas com empresas privadas e reinos adjacentes e além-mar, tem sido realizadas ao revel da lei e da moralidade. Não quero ser mensageiro do apocalipse, mas que Deus se apiede da rainha e do reino como um todo.

Mas eu e todos os súditos, perguntamos: “Por onde anda a Câmara dos Comuns? Por onde se meteu o Parlamento? E a Suprema Corte, dorme?” Pensávamos que seria instituída uma monarquia parlamentarista e democrática. No entanto, o que se vê é uma monarquia totalitária e absoluta. Onde, mais uma vez, o que se domina é a celebre frase: “Aos amigos do rei, tudo; aos inimigos, as penas da lei”. Querem, desde o início, colocar uma mordaça nas instituições e na liberdade de expressão, com ameaças veladas à imprensa. Já pensam em lotear o reino, como se deles fossem.

Quando a vi na sacada do palácio real, acenando ao povo, pensei: “Temos uma nova rainha”. O povo a saudava com carinho e respeito. E, por isso, depositava na soberana, esperança de tempos melhores. Não esperava aquela multidão sofrida, que ela se embriagasse com o poder. E, muito menos, que seus auxiliares diretos e indiretos, traíssem a confiança de uma nação pujante e ordeira.

Que a coroa, posta em sua cabeça, simbolizasse o poder de acolher os anseios da nação. Jamais o poder de usurpar a inocência e a felicidade de seu povo.

Diante de tudo o que se presencia, isto é, com os desmandos palacianos, representados pela ganância de seus auxiliares diretos e indiretos, nada mais nos resta, senão pedir que Deus tenha piedade de nossas almas. Ao tomar conhecimento de que os membros da corte mandam e desmandam, chegamos a triste conclusão de que a rainha reina, mas não governa.

Texto de ADÃO DE SOUZA RIBEIRO

Vendo tudo isso que está acontecendo no Reino da Família Capuleto, que um grupo de pessoas, o qual eu me incluo, resolveu enviar uma carta aos nobres componentes da Câmara desse Reino, veja na íntegra o teor da Carta enviada a eles:

A VISITA DE UM DOS SOBERANOS AO ESCRITÓRIO DO BOCA DE RUA.

O Excelentíssimo senhor Presidente da Câmara do Reino dos Capuletos, esteve no dia 25/01/2013, visitando as dependências do escritório da IMPRENSA LIVRE (BOCA DE RUA) a fim de levar uma correspondência com o objetivo de explicar ao povo a grave infração que um componente da Casa de Leis cometeu, veja a correspondência na íntegra:


Devo dizer-lhe que em virtude da Infração gravíssima que o componente cometeu e sequer foi advertido por essa autoridade máxima naquele local, tendo em vista foi de grande notoriedade o ato praticado pelo Excelentíssimo vereador, ficar impune dará a sensação de que realmente a MONARQUIA É TOTALITÁRIA E ABSOLUTA.

Vale ressaltar, que Vossa Excelência apenas o advertiu como manda o artido 26 inciso I do Regimento Interno dessa Casa de Leis, porém, da mesma forma incorreu em uma infração gravíssima pois permitiu que, mesmo ele estando trajado de maneira inadequada e FALTANDO COM O DECORO PARLAMENTAR, Vossa Excelência, o Presidente dessa Casa, agiu com total CORPORATIVISMO em duas situações, quando deixou transcorrer a sessão normalmente sem ao menos obedecer ao artigo 26 inciso IV que diz assim:

Art. 26. Se qualquer Vereador cometer, dentro do recinto do Plenário, excesso que deva ser reprimido, o Presidente conhecerá do fato e tomará as seguintes providências, conforme sua gravidade:

IV – determinação para retirar-se do Plenário;

Seria a mínima atitude que Vossa Excelência deveria ter adotado no momento do ato, mas não foi isso que aconteceu e sim ele não só permaneceu em plenário como teve direito ao voto que foi favorável ao Projeto de Lei de nº 1/2013 pois esse Presidente tinha total interesse na causa.

Diante dessa resposta enviada a mim, ela não está dizendo absolutamente nada, haja vista não tenho ciência do teor da advertência que foi enviada ao vereador infrator.

A AUSÊNCIA DE POSTURA DE ALGUNS VEREADORES.

O BOCA DE RUA está recebendo várias denúncias e até mesmo durante as sessões da Câmara, pela postura rasteira que alguns vereadores adotam em plenário, ao cumprimentar uns aos outros os cumprimentos são iguais aos que os “MANOS” cumprimentam seus colegas, tal como em um local comum alguns jovens de hoje se cumprimentam.

AÍ, MANÔ, BELEZAAAA……….. Mais ou menos assim, que o vereador que foi bermuda, cumprimenta os seus pares, e o vereador reeleito da Vila Erminda, também tem esse estilo de MANO ao cumprimentar, em plenário seus colegas. POSTURA SENHORES VEREADORES, PARA QUE POSSAM PASSAR CONFIANÇA AOS MORADORES DE PERUÍBE.

Outros sentam quase deitados na cadeira, sinceramente essa Cãmara está uma avacalhação, se alguns dos vereadores representantes do povo não tiverem ao menos educação para se comportarem dentro da Casa de Leis, então o que podemos esperar desses homens que foram eleitos pelo povo em matéria de melhoria para a cidade, com projetos que sejam bons para a saúde, educação, segurança e emprego de verdade?

Vocês não estão na sala da casa de vocês, portanto mantenham a postura de homens representante do DIREITO e do povo.

POSTADO PELA EQUIPE DO BOCA DE RUA

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>