Verdadeiras Mentiras e Falsas Verdades tomam conta da cidade de Peruíbe.

Por inúmeras vezes a verdade prevaleceu sobre a mentira, não foi diferente desta vez, senão vejamos:

Não sei se mentira tem perna, ou se tem a cara de hipócrita. Também sei que a mentira é um processo que torna o ser humano covarde, imaturo, débil e dependente. Mentir não é legal. Mentir não faz bem. Você sabia disso? Há um tipo de mentira quase que imperceptível e tão ruim e destruidora quanto as mentiras de verdade: são as falsas verdades ou verdadeiras mentiras que muitas vezes dizemos ao nosso próprio coração. “Isso não tem mais solução”, “nada vai mudar jamais.” Não é bem assim, tudo muda se não ficarmos inerte, olhando as coisas acontecerem ao nosso redor sem tomarmos uma atitude severa e radical, veja você que no dia 25 de Fevereiro do corrente ano, ingressei com uma representação no Ministério Público em Peruíbe contra essa tal Fundação Plural, ou Associação Plural. Essa aqui ó:

Ao tomar ciência da representação contra essa empresa o proprietário da mesma, entrou em contato com o presidente da ACIMA e falou “cobras e lagartos” a ele, alegando que nunca havia ouvido falar em tal empresa, xingou muito a Claudete Andreotti, ao presidente da ACIMA e fez sérias ameaças a ela.

Quando ela tomou ciência da ira do tal médico, ela ficou imaginando como poderia ter pessoas com atitudes nada convencionais, querendo processá-la?

Foi quando no dia 27 de Fevereiro do corrente ano, fomos a São Vicente conhecer a sede da tal empresa PLURAL que foi contratada pela prefeita para “cuidar” da Saúde de nossa cidade, quando estávamos na estrada indo a São Vicente, junto com o presidente do Conselho Municipal de saúde (CMS) a Claudete Andreotti ligou para o Doutor nervoso e passou o telefone ao presidente do Conselho de Saúde, como o telefone estava no viva voz, a Claudete ouviu todos os xingamentos dirigidos à sua pessoa, tais como:

QUE ELA ERA SABIDAMENTE UMA ALOPRADA, LOUCA DESEQUILIBRADA, E QUE TINHA UM JORNALECO CHAMADO BOCA DE RUA, DISSE QUE ESSA LOUCA DEU UM TIRO BEM NA MINHA TESTA, (sentido figurado) EU VOU PROCESSÁ-LA POR ELA ESTAR FALANDO MENTIRAS A MEU RESPEITO….

O presidente do conselho disse a ele que estava indo a São Vicente que dentro de poucos minutos ele poderia falar tudo isso na presença da Claudete Andreotti, pois ela fazia questão de conhecê-lo.

Ao chegarmos em São vicente fomos primeiro a rua Frei Gaspar, onde fica uma das sedes da PLURAL, essa aqui ó:

Fomos recebidos pela advogada da empresa, a referida disse para entrarmos em uma salinha, quando íamos entrando ela tomou um susto e disse-nos aqui vocês não poderão entrar, vamos para outra sala e fomos para uma sala que nem cadeiras havia para sentarmos, a conversa foi toda gravada , quando o presidente do Conselho perguntou a advogada se havia outra sede da PLURAL ela nos respondeu que não, foi quando a Claudete Andreotti perguntou de um determinado médico se ela o conhecia, ela nos respondeu: –

ELE FOI O FUNDADOR DA PLURAL, ALIÁS, QUANDO DESMEMBROU A PLURAL ELE AINDA CONTINUOU COMO SÓCIO, UMA PLURAL FICOU COMO SENDO ORGANIZAÇÃO E A OUTRA COMO ASSOCIAÇÃO O QUE SÃO COMPLETAMENTE DIFERENTES.

A Claudete Andreotti, disse ao presidente do Conselho que já havia ficado satisfeita com a resposta da advogada, tendo em vista ela confirmou uma negação do próprio médico que havia maltratado a Claudete por telefone, para duas pessoas, desferindo vários xingamentos.

Continuando a conversa com a advogada da empresa ela nos revelou a maneira que foi fechado o Contrato de mais de um milhão de reais com a prefeitura de Peruíbe, foi assim:

Ela disse que chegou, no dia seguinte, ao escritório e quando abriu o e-mail lá estava a confirmação do fechamento do contrato, ela disse que levou um susto, pois um contrato, assim de um milhão e setecentos mil reais, não se fecha assim da noite para o dia.

O que caracteriza que lá é a sede da Empresa Plural é apenas um papel sulfite escrito em cima que lá é a Empresa de mais de um milhão de reais de contrato com a prefeitura de Peruíbe. Veja só:

CONTRATO QUE A EMPRESA FEZ COM A PREFEITURA E QUE ELA MANTEVE EM SEGREDO ATÉ O DIA 14 DE MARÇO DESTE ANO.

Aí pensamos o seguinte, aquele velho ditado: SE A MONTANHA NÃO VAI A MAOMÉ, MAOMÉ VAI ATÉ ELA E FOI ISSO QUE FIZEMOS>

Cansados de oficializar a prefeita e nada dela nos atender, fomos até a prefeitura para ver os documentos, verificar a pasta de documentos da Empresa Plural, ao verificarmos a documentação, encontramos isso aqui ó:

Qual não fora a nossa indignação que quando o conselheiro foi marcar as páginas para solicitar cópias, não havia numeração nas referidas, isso é passivo de retirar e colocar documentos a bel prazer o documento que for conveniente ficar continua na pasta o que não for retira-se e dá fim, pois não tem um número seqüencial. reivindicamos que as mais de cento e noventa páginas fossem todas numeradas, acompanhamos a pessoa na numeração das páginas. Questionamos a dupla de advogados da prefeita, que estava na sala, eles acharam normal não ter numeração nas páginas.

O médico que negou e até xingou a Claudete Andreotti, dizendo nunca conhecer a tal Plural, foi o fundador dela, segundo a advogada da empresa disse e consta dos documentos na pasta da prefeitura, o documento supracitado, portanto se esse senhor médico quiser processar a Claudete poderá fazê-lo, pois ela só quer esclarecimentos dos fatos que esteve por todo esse tempo sendo mantido segredo absoluto, o que é um ato de IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA DA PREFEITA E DO VICE PREFEITO.

Assim preceitua a Lei 8.429/1992 em seus artigos 9º e 11º.

A LEI

LEI Nº 8.429, DE 2 DE JUNHO DE 1992.

Dispõe sobre as sanções aplicáveis aos agentes públicos nos casos de enriquecimento ilícito no exercício de mandato, cargo, emprego ou função na administração pública direta, indireta ou fundacional e dá outras providências.

Dos Atos de Improbidade Administrativa

Seção I

Dos Atos de Improbidade Administrativa que Importam Enriquecimento Ilícito

Art. 9° Constitui ato de improbidade administrativa importando enriquecimento ilícito auferir qualquer tipo de vantagem patrimonial indevida em razão do exercício de cargo, mandato, função, emprego ou atividade nas entidades mencionadas no art. 1° desta lei, e notadamente:

II – perceber vantagem econômica, direta ou indireta, para facilitar a aquisição, permuta ou locação de bem móvel ou imóvel, ou a contratação de serviços pelas entidades referidas no art. 1° por preço superior ao valor de mercado;

Dos Atos de Improbidade Administrativa que Atentam Contra os Princípios da Administração Pública

Art. 11. Constitui ato de improbidade administrativa que atenta contra os princípios da administração pública qualquer ação ou omissão que viole os deveres de honestidade, imparcialidade, legalidade, e lealdade às instituições, e notadamente:

II – retardar ou deixar de praticar, indevidamente, ato de ofício;

IV – negar publicidade aos atos oficiais;

VI – deixar de prestar contas quando esteja obrigado a fazê-lo;

VII – revelar ou permitir que chegue ao conhecimento de terceiro, antes da respectiva divulgação oficial, teor de medida política ou econômica capaz de afetar o preço de mercadoria, bem ou serviço.

CONTRATO COM A EMPRESA PLURAL.









Veja você que o Contrato foi assinado em 10 de Janeiro de 2013, com validade para trinta dias, ou seja, com término em 10 de Fevereiro de 2013, pode ser coincidência mas o Sobrenome da Representante da Empresa é CARVALHO e já tivemos, antes da OSEP, uma empresa chamada Carvalho prestando serviços a Saúde de Peruíbe que deu o calote em todos os funcionários ninguém recebeu nada da Carvalho que prestou serviços em Peruíbe, esperamos que essa Carvalho não tenha nada a ver com a outra, seja apenas “COINCIDÊNCIA”, quando foi no dia 08 de Fevereiro de 2013, o vice prefeito, então nomeado apenas verbalmente, nada oficial ainda, como Secretário da Saúde, pois a nomeação do referido veio acontecer 06 dias após ele assinar a prorrogação dessa empresa para continuar prestando serviços na Saúde, veja a prorrogação dele.

Será que é aceitável um Contrato no valor de muitos milhões de reais ser aditado, prorrogado assim dessa maneira, simples assim??? Apenas e tão somente com um singelo “MEMORANDO????”

OS CNPJ DA EMPRESA PLURAL, SÃO DOIS, VEJA:


MAIS DADOS INTERESSANTES.

Fora os médicos que temos, que são dezenas deles, ainda temos essa lista aqui dessa empresa contratada, veja que até aquela médica do caixa dois que apareceu no fantástico, continua trabalhando na Saúde de Peruíbe:



AS PERGUNTAS QUE NÃO QUEREM CALAR:

Por que, paga-se uma fortuna para termos médicos e nunca temos esses profissionais, a peso de ouro, para atender principalmente na UPA, está sempre lotado e sem médicos? Quando tem médico é apenas um, para atender uma multidão.

Por que os vereadores, em sua grande maioria, estão coniventes com esses desmandos do Executivo? Por que essa ineficácia e inoperância desses vereadores que foram eleitos pelo povo? Por que ao invés de ficarem correndo atrás de poças d’água e tirando fotos para o facebook, não fiscalizam esses Contratos milionários que o Executivo está efetivando? Não fazem leis para beneficiarem o povo? Aprovam todos os projetos mirabolantes da prefeita, ainda que isso vá contra a população?

POSTADO PELA EQUIPE DO BOCA DE RUA

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

2 respostas a Verdadeiras Mentiras e Falsas Verdades tomam conta da cidade de Peruíbe.

  1. Aderbal, as informações que obtive eu repassei para a população, essas informações são valiosíssimas preciso saber mais que pode apostar vou repassar e juntar lá no MP.

  2. Aderbal, estou vendo o seu comentário só não vou aprovar e o senhor sabe por que, poderia me enviar essas informações por e-mail, ajandreotti@terra.com.br pois o seu e-mail não parece ser real, preciso falar com o senhor e pode ficar tranqüilo, o BOCA DE RUA não vai calar a boca, só se me matarem, tentativas já houve várias, mas graças a Deus nenhuma com sucesso, todas falharam, espero que a sorte eteja mesmo do meu lado, mas enquanto vida eu tiver, mostrarei a verdade, nua e crua, doa a quem doer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>