Dispensa indevida de Licitação; não caracterização da situação de emergência.

NÃO EXISTE CONTRATO, EM CARÁTER DE EMERGÊNCIA, EM MÁ ADMINISTRAÇÃO.

Quem utilizou dessa “desculpa” vai ter que responder pelo erro cometido, pois está caracterizado o crime de IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA. Quando o BOCA DE RUA diz que o TRIBUNAL DE CONTAS não aceita mais, aquela famosa desculpa, “CONTRATO FEITO EM CARÁTER DE EMERGÊNCIA” para não abrir LICITAÇÃO e, eventualmente, chamar a CARTA MARCADA, a maioria das pessoas, inclusive gente do alto escalão do governo e até a maioria dos vereadores, afirmam com a “maior seriedade” que tal CONTRATAÇÃO FOI FEITA EM CARÁTER DE EMERGÊNCIA., ou então o Conselho Municipal de Saúde, tem que aprovar as contas da Saúde Pública, ainda que estejam totalmente irregulares, pois não aprovando as contas não são enviadas as verbas, assim o Presidente do Conselho Municipal de Saúde impõe aos demais conselheiros.

As contas da Saúde Pública, a partir de Janeiro de 2013, no primeiro trimestre, foram aprovadas com algumas ressalvas e os demais trimestres de todo o ano de 2013 todas elas foram aprovadas, ainda que a prefeita tenha feito toda essa lambança ao longo desse primeiro ano de mandato, ainda assim o Conselho Municipal de Saúde aprovou as contas, o presidente e os demais conselheiros respondem solidariamente, pelos atos “IRRESPONSÁVEIS” cometidos por eles.

A CEI QUE INVESTIGA POSSÍVEIS IRREGULARIDADES NA SAÚDE PÚBLICA.

Ontem (17/03/2014) o BOCA DE RUA, juntamente com a MONGUE, foram mais uma vez verificar a documentação que foram juntadas aos Autos da CEI e veja o que vimos:

TRIBUNAL DE CONTAS.

DISP-LICITACAO1-IMG_2014031
DISP-LICITACAO2-IMG_2014031
DISP-LICITACAO3-IMG_2014031
DISP-LICITACAO 4-IMG_201
DISP-LICITACAO 5
DISP-LICITACAO 6

Veja você o parágrafo primeiro do documento de nº. 04 : “DISPENSA INDEVIDA DE LICITAÇÃO; NÃO CARACTERIZAÇÃO DA SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA…”

Essa decisão do Tribunal de Contas foi para a Contratação da OSEP da época da Milena Bargieri, contratação de ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA, com a atual prefeita não está sendo diferente, está sendo do mesmo jeito, quando ela estabeleceu um contrato com a Organização Plural sem o devido Processo Licitatório, de Janeiro de 2013 até Junho de 2013 sob o manto do CARÁTER DE EMERGÊNCIA.

POSTADO PELA EQUIPE DO BOCA DE RUA

FAXINA

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>