Um RAIO X da UPA de Peruíbe na visão de Karina Kramer.

VEJA O E-MAIL QUE ESSA CIDADÃ ENVIOU ÀS AUTORIDADES DE OUTROS LUGARES:

Prezados senhores e senhoras

Autoridades da Saúde

A incansável luta de mais uma cidadã contra os Titãs dos podres poderes de Peruíbe.

No dia 15/04/2015, à noite, por volta das 21h00, recebi a revoltante notícia que o paciente Sr. Castilho Tolentino Leite, 41 anos, retornou à UPA de Peruíbe, mesmo após ter sido encaminhado duas vezes para o Hospital Regional de Itanhaém.

Segundo informações da sua irmã, Sra. Mirtz, o médico Dr. Fábio, responsável pelo Hospital de Itanhaém disse à família que somente realizaria o procedimento da transfusão de sangue, e que o Hospital de Itanhaém não dispunha da especialidade que o paciente necessitava, uma vez que o Sr. Castilho está com uma intensa hemorragia interna, provavelmente gástrica, mas ainda sem diagnóstico preciso.

A endoscopia, exame fundamental para o caso dele, somente poderá ser realizada no dia 22 de abril, no Hospital Irmã Dulce, em Santos. Até lá o paciente não poderá permanecer no Hospital de Itanhaém, pois o mesmo não dispõe de vaga, e por isso deverá retornar à UPA de Peruíbe.

Então, vejamos a “via sacra” enfrentada pelo Sr. Castilho, nos últimos 6 dias (144 horas):

- Dia 10/04 – Foi “internado” na UPA de Peruíbe com gravíssima hemorragia interna, provavelmente gástrica.

UPA1

PERUÍBE NÃO TEM BANCO DE SANGUE, ABSURDO!!!

BANCO DE SANGUE(2)280x

- Dia 12/04 – Foi removido para Itanhaém para transfusão, uma vez que o município de Peruíbe não tem Banco de Sangue. A taxa de hemoglobina dele estava baixíssima: 3,9. O Sr. Castilho recebeu apenas duas bolsas de sangue, apesar do seu quadro requerer quatro bolsas. Como não havia vaga para internação em Itanhaém, o Sr. Castilho foi levado de volta para a UPA Peruíbe.

- Dia 15/04, às 11h00 – Recebemos inúmeros atenciosos telefonemas, aos quais somos muito gratos, da Secretaria Estadual de Saúde, da Ouvidoria do DRS-IV, do Gabinete do Deputado Federal Mendes Thame em Brasília, do Gabinete do Governador Geraldo Alckmin e do Gabinete do Dr. David Uip, que se solidarizaram com o iminente risco, entre vida e morte, enfrentado nos últimos dias pelo paciente, e informaram que a vaga para o Sr. Castilho havia sido finalmente liberada para o Hospital Regional de Itanhaém, de acordo com o sistema CROSS – Central de Regulação de Oferta de Serviços de Saúde.

DE VOLTA À UPA DE PERUÍBE, TOTAL DESCASO E DESRESPEITO.

UPA-2

- Dia 15/04, às 18h00 – A Sra. Mirtz, irmã do paciente, foi informada pelo médico responsável pelo Hospital Regional, Dr. Fábio, que disse que apenas iria realizar a transfusão de sangue e, que o paciente seria removido de volta para a UPA de Peruíbe, uma vez que o Hospital de Itanhaém não dispõe da especialidade gástrica que o paciente necessita.

- Dia 15/04, às 21h00 – O paciente, Sr Castilho Tolentino Leite, foi novamente removido do Hospital Regional de Itanhaém para a UPA de Peruíbe, que é de senso comum NÃO APRESENTA A MENOR CONDIÇÃO DE INTERNAÇÃO.

Na realidade, essa ‘via crucis’ que o Sr. Castilho e sua família estão passando, ao lutar pela sobrevivência, lamentavelmente acontece diariamente na UPA de Peruíbe.

- Quantos pacientes já faleceram porque não conseguiram vaga à tempo para serem transferidos para algum hospital na região?

- Quantas famílias desesperadas não sabiam à quem reclamar?

- Até quando vamos precisar recorrer à vereadores, deputados, pessoas influentes para exigir um atendimento minimamente digno a quem agoniza na UPA à espera de uma vaga? Quando na verdade se trata de um direito do cidadão, conforme prevê a Constituição Federal de 1988, que figura a sociedade brasileira como destinatária final da proteção conferida pelo Estado, sendo a saúde um direito social fundamental, garantido pelo Artigo 198, II.

A UPA se tornou um verdadeiro calvário para os moradores de Peruíbe:

- A UPA não oferece condição mínima para atender a demanda de internação, em Peruíbe. O município está há sete meses com seu único Hospital e Maternidade interditados pela Vigilância Sanitária. A UPA tornou-se o único lugar para atender urgência e emergência.

- Segundo a Sra. Mirtz, que acompanha dia e noite, a internação do Sr. Castilho, a UPA não tem cozinha para preparar a dieta específica para cada paciente. Os doentes “internados” na UPA recebem “marmitex”, independentemente da sua doença, todos se alimentam do mesmo cardápio. Não apresenta condições mínimas de higiene. Familiares dos internos têm que lavar o banheiro para que os mesmos possam usá-lo. Familiares têm que lavar em casa, as roupas de cama, sujas e contaminadas, uma vez que a UPA não dispõe de lavanderia.

- Segundo denúncias dos próprios funcionários, a UPA trabalha sem estrutura mínima de atendimento. Faltam insumos básicos e equipamentos essenciais, como por exemplo: luvas, sondas, seringas, respiradores, aparelho de pressão, glicofita (para aferir diabetes), desfibrilador, dentre outros.

ATENDIMENTO DE MAIS QUE 500 PACIENTES POR DIA NA UPA DE PERUÍBE.

- A UPA de Peruíbe atende mais que 500 pacientes diariamente. O número de óbitos triplicou nos últimos meses. Os profissionais de saúde trabalham estressados, sob pressão. As recentes ameaças de agressão por parte dos familiares dos doentes “internados” estão afetando a estrutura psicológica dos técnicos e enfermeiros que estão em depressão.

EQUIPE DE ENFERMAGEM ESTÁ SENDO AGREDIDA POR FAMILIARES DE PACIENTES.

Angustiados, têm medo de ir trabalhar. Recentemente uma técnica de enfermagem foi agredida por sete integrantes de uma mesma família que se revoltaram ao serem informados por ela do óbito de um parente internado na UPA. A mesma registrou Boletim de Ocorrência.

- Médicos, enfermeiros, técnicos e atendentes da saúde trabalham preocupados com o risco de contaminação de doenças infecto contagiosas uma vez que a sala de isolamento da UPA é uma piada, não apresenta mínima condição de isolar absolutamente nada. Recentemente dois pacientes morreram na UPA contaminados por meningite, e outros por tuberculose.

- O número de óbitos fetais é alto, e crescente. Praticamente todos os dias há denúncias de mães que perdem seus bebês ainda nos últimos dias da gestação por falta de um atendimento digno e eficiente na UPA de Peruíbe. Na maioria dos casos as gestantes não são atendidas por um especialista – ginecologista ou obstetra, acabam sendo diagnosticadas pelo clínico geral de plantão na UPA, que já trabalha sobrecarregado.

- O surto de dengue que assola a cidade intensificou ainda mais o volume de atendimentos na UPA.

DENGUE

- O paciente já debilitado pela doença, internado de forma provisória e irregular na UPA de Peruíbe, ainda tem que passar pelo sofrimento da remoção para o Hospital Regional de Itanhaém para realizar exames básicos, que poderiam muito bem serem feitos em Peruíbe, caso tivéssemos condições mínimas de saúde pública.

- Além das péssimas condições da UPA, o paciente também tem que contar com a sorte de conseguir uma ambulância disponível à tempo, para ser removido para o Hospital Regional de Itanhaém para fazer algum exame, ou mesmo receber transfusão de sangue, uma vez que a cidade de Peruíbe não tem Banco de Sangue.

IMG-20150110-WA0000

- Está previsto para o dia 22 de abril, às 18h30, uma manifestação dos profissionais de saúde de Peruíbe, que realizar-se-á na Câmara dos Vereadores, a fim de reivindicarem melhores condições de trabalho, bem como segurança reforçada na UPA, para evitar que se concretiza alguma tragédia por parte da população que não aguenta mais a precariedade dos serviços de saúde públicas prestados pelo Município, e desconta sua frustração naqueles que estão na linha de frente: os técnicos e enfermeiros, que também são vítimas desse sistema falido.

Para mais informações, por favor, entrem em contato com a Sra. Mirtz, irmã do Sr. Castilho, que me relatou as ocorrências relativas às péssimas condições da UPA, uma vez que ela está lá há 144 horas.

Sra. Mirtez, fone para contato:

ate quando

ATÉ QUANDO TEMOS QUE VIVER DESSA MANEIRA?

Com relação aos demais casos de falta de vagas, relatados também nos arquivos anexos, listaremos a seguir alguns nomes de familiares, enfermeiros, técnicos e médicos que podem confirmar suas declarações e denúncias a respeito das péssimas condições de atendimento na UPA de Peruíbe, bem como em todo o sistema de saúde pública do município, acarretando muito sofrimento à população, levando inclusive à óbito.

- Filho de Mônica Ribeiro –

- Tio da Srª Marlene –

- Rosângela –

- Mãe da Carol –

- Pai da Claudete –

- Solange –

- Ariel Christ -

- Jornalista Claudete Andreotti – fone (13) 3453-4808 e (13) 99765-6033

- Tio da Iza –

- Deise -

- Beto –

- Marcos –

- Irmão da Raquel –

Abaixo, relação dos links dos vídeos das recentes reportagens realizadas em Peruíbe, sobre a caótica gestão de saúde pública, divulgada pelas emissoras Globo (TV Tribuna e G1), Record e Band.

* GLOBO – TV TRIBUNA e G1:
• TV Tribuna, dia 31/03 – Sr. Juraci, 73 anos, morre na UPA por falta de vaga nos Hospitais da região.

http://g1.globo.com/sp/santos-regiao/jornal-tribuna-1edicao/videos/t/edicoes/v/moradores-de-peruibe-reclamam-da-falta-de-estrutura-nas-unidades-de-saude/4075970/

• TV Tribuna dia 27/03 – Aumento de casos de dengue deixa a situação mais delicada em Peruíbe.

http://g1.globo.com/sp/santos-regiao/jornal-tribuna-2edicao/videos/t/edicoes/v/aumento-de-casos-de-dengue-deixa-a-situacao-mais-delicada-em-peruibe/4067988/

• Link da matéria publicada no G1, sobre tuberculoso andando livremente nas dependências do UPA, em Peruíbe:

http://g1.globo.com/sp/santos-regiao/noticia/2015/03/paciente-isolado-dentro-de-hospital-e-flagrado-fugindo-com-soro-pendurado.html?fb_ref=Default

• Link da matéria publicada no G1, sobre denúncia de foco de dengue dentro da própria Vigilância Sanitária:

http://g1.globo.com/sp/santos-regiao/vc-no-g1-tv-tribuna/noticia/2015/03/piscina-esverdeada-dentro-de-sede-da-vigilancia-sanitaria-gera-denuncia.html?fb_ref=Default

* RECORD

• Link da matéria sobre Peruíbe, vinculada na Record Litoral, no programa Balanço Geral:

http://www.recordlitoral.com/videos-play.asp?video=0324_EBG_DENUNCIA_MP_UPA&programa=BALAN%C3%87O+GERAL&data=24%2F03%2F2015&titulo=UPA+pode+ter+servi%C3%A7os+comprometidos

* BAND:

• Reportagem da Band em Peruíbe, com relato de um profissional de saúde indignado, vinculado no Brasil Urgente. http://noticias.band.uol.com.br/brasilurgente/video/2015/03/28/15422706/moradores-de-peruibe-sofrem-com-descaso-do-sus.html?fb_action_ids=918720478149419&fb_action_types=og.comments

Certos das Vossas preciosas atenções, desejando-lhes sempre o melhor, esperamos que a gravíssima situação de saúde pública em Peruíbe, seja rapidamente solucionada.

Nós, abaixo-assinados.

www.change.org/HospitaldePeruibe

E-MAILS ENVIADOS ÀS AUTORIDADES DA SAÚDE ESTADUAL E FEDERAL

secretariaparticular@sp.gov.br gabinetedosecretario@saude.sp.gov.br chefiadegabinete@saude.sp.gov.br ; drs4-ouvidoria@saude.sp.gov.br jroliveira@saude.sp.gov.br mbotteon@hotmail.com

FONTE : KARINA KRAMER (ECONOMISTA PELA FAAP COM ESPECIALIZAÇÃO EM HISTÓRIA DA ARTE PELO MASP)

POSTADO PELA EQUIPE DO BOCA DE RUA

justica4

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>