Quem sabe mais, a “CROSS e a Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo,” ou a população que está sofrendo em Peruíbe?

BEBE EM CUBATAO1

CONTINUA NÃO TENDO MÉDICO PEDIATRA NA UPA DE PERUÍBE, APENAS EM DIAS MARCADOS, VEJA ABAIXO A MATÉRIA:

A Prefeitura de Peruíbe coloca em risco a vida de bebês e crianças. Solicito urgente apuração das denúncias de que a UPA de Peruíbe só tem pediatra às Segundas, Terças e Quartas-feiras. Nos demais dias da semana, Quinta, Sexta, Sábado e Domingo, A UPA DE PERUÍBE FICA SEM PEDIATRA. Não venham dizer que é mentira pois são as mães desesperadas que estão reclamando e ninguém faz nada para reverter esse quadro, mais que caótico.

É com pesar e revolta que relatamos aqui graves denúncias, e pedimos urgente apuração e imediata solução:

- UPA de Peruíbe não tem atendimento pediátrico com regularidade. Conforme recentes denúncias, o atendimento pediátrico na UPA de Peruíbe ocorre apenas 3 vezes por semana.

- Na ausência de Pediatra na UPA de Peruíbe, Clínicos Geral se recusam a atender na Pediatria, uma vez que não possuem tal especialidade.

- A “Ala Pediátrica” da UPA de Peruíbe não tem banheiro. Portanto, bebês e crianças que ficam ali internados NÃO TOMAM BANHO, tal fato agrava a doença e permite que outras enfermidades como infecção urinária possam acometer esses pacientes já fragilizados.

- A UPA de Peruíbe não tem cozinha. Bebês, crianças, mães e acompanhantes ficam sem comer. Dependem do auxílio de familiares e amigos que possam trazer alimentos adequados de fora.

- A UPA de Peruíbe apenas fornece “marmitex” para os pacientes internados. Tal alimento não é adequado para bebês e crianças que necessitam de uma alimentação apropriada, dada sua fragilidade, pois pacientes hipertensos e diabéticos são alimentados com comida de restaurante, sem nenhum critério de avaliação da patologia de cada paciente.

- Temos recebido inúmeras denúncias recorrentes de que os médicos da UPA de Peruíbe têm se recusado a pedir o exame de Raio X, fato que é um agravante uma vez que para o real e efetivo diagnóstico de doenças pulmonares torna-se imprescindível a avaliação dos pulmões através de Raio X. A recusa do pedido de Raio X, atrasa o diagnóstico e coloca em risco a vida do paciente, sobretudo se for um bebê ou uma criança, uma vez que a doença pulmonar se acelera exponencialmente sobretudo nas faixas etárias menores, bem como nos idosos.

GOSTARÍAMOS DE SABER COMO FICA O CUMPRIMENTO DO ESTATUTO DA CRIANÇA QUE PREVÊ ATENDIMENTO PRIORITÁRIO À SAÚDE. ALÉM É CLARO DA PRÓPRIA CONSTITUIÇÃO QUE GARANTE A SAÚDE COMO DIREITO DE TODOS E DEVER DO ESTADO.

BEBE EM CUBATAO2

Estatuto da Criança e Adolescente – Capítulo I – Do Direito à Vida e à Saúde.

Art. 7º A criança e o adolescente têm direito a proteção à vida e à saúde, mediante a efetivação de políticas sociais públicas que permitam o nascimento e o desenvolvimento sadio e harmonioso, em condições dignas de existência.

Constituição Federal (Artigos 196 a 200) – Seção II DA SAÚDE.

Art. 196 A saúde é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e
econômicas que visem à redução do risco de doença e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperação.

HÁ 10 MESES SEM MATERNIDADE E SEM HOSPITAL, PREFEITURA SOBRECARREGA A UPA DE PERUÍBE

A UPA 24 Horas de Peruíbe não foi projetada e não tem condições de atender a demanda de pacientes à ela submetida. Sem Hospital e sem Maternidade há 10 meses, os moradores de Peruíbe têm como única opção de atendimento de urgência e emergência a UPA 24 Horas.

A saúde pública de Peruíbe sofreu 5 recentes processos do Ministério Público, dentre eles o Processo número 14.0375.0001297/2013-5, que apurou 116 irregularidades na UPA de Peruíbe, expressamente identificadas nos autos, entre elas documentais, éticas, gerenciais, estruturais e humanas.

Em recente Auditoria do Ministério da Saúde nº 25004.002383/2015-36, foi apurado 68 irregularidades na gestão de saúde pública do município de Peruíbe.

RISCO DE VIDA DOS BEBÊS, DURANTE O INVERNO.

Em pleno inverno, período em que as doenças pulmonares e respiratórias se intensificam, a UPA de Peruíbe coloca em risco a vida de bebês e crianças. As doenças mais comuns, durante o inverno, em bebês, são a Bronquiolite Viral, as crises de Bronco espasmos e as Broncopneumonia. Em crianças maiores, as mais comuns são a pneumonia, asma e sinusite.

A Bronquiolite viral é uma infecção das vias aéreas inferiores (bronquíolos), causada pelo Vírus Sincicial Respiratório, que nada mais é do que o mesmo vírus que causa gripe nos adultos, porém em bebês, é muito mais forte, devido ao tamanho do sistema respiratório que é muito menor, e também pelo fato do bebê ter menos agentes de defesa no organismo. Se a bronquiolite viral não for tratada a tempo, pode levar o bebê à óbito, em poucos dias.

As péssimas condições da UPA de PERUÍBE: bebês ficam semanas sem tomar banho e sem alimentação adequada. Negligência do pedido de Raio X e diagnósticos errados, são denúncias recorrentes.

Temos recebido inúmeras denúncias de mães e avós desesperadas, que além da falta de pediatra reclamam também da qualidade do atendimento na UPA de Peruíbe. Diagnósticos errados e imprecisos, negligência no pedido de Raio X e a falta de um banheiro na ala pediatra para que os bebês possam tomar banho enquanto ficam internados, tem sido queixas recorrentes.

A seguir, informo a relação de mães e avós e suas queixas do péssimo atendimento na UPA de Peruíbe, especialmente na “Ala Pediátrica”.

Paciente KIMBERLLY DE FÁTIMA MOURA PASSOS, 5 meses

BEBE EM CUBATAO3

Sra. Karen de Fátima Moura, Mãe da paciente Kimberlly de Fátima Moura Passos, 5 meses.
Denúncia: relato, na íntegra da mãe: Karen de Fátima Moura
sobre a filha e paciente: Kimberlly de Fátima Moura Passos, 5 meses.

Desde o dia 2 de junho, minha filha está indo à UPA de Peruíbe, onde foram dados CINCO diagnósticos diferentes, a saber:

No primeiro dia, o diagnóstico era gazes.
No segundo dia, o diagnóstico era pneumonia.
No terceiro dia, o diagnóstico era infecção de ouvido.
No quarto dia, o diagnóstico era dor de garganta.
No quinto dia, o diagnóstico era infecção de urina.

No dia 9 de junho, eu e meu marido estávamos desesperados, sem saber qual remédio dar para nossa bebê, pois havia duas receitas de antibióticos diferentes.

Foi então que nessa mesma terça-feira, dia 09 de junho, procurei a Dra. Ana Maria Calaça, pediatra que atende na Casa da Mulher, e consegui que ela atendesse minha filha. Assim que ela examinou, disse: “você tem como levar sua filha para Santos imediatamente?” E, em seguida a doutora Ana começou a chorar muito, e disse que era bronquiolite grave.

No mesmo dia 9 de junho, assim que cheguei em Cubatão, no Hospital Modelo ela foi internada imediatamente. O diagnóstico foi bronquiolite, o médico de mesmo hospital disse que ela necessita de acompanhamento de dois especialistas: pneumologista e alergista. Os médicos do Hospital de Cubatão disseram, também, que de hoje ela não passava, caso eu não tivesse buscado ajuda para uma internação com inalação de oxigênio”, assim relatou a mãe Karen de Fátima Moura.

Até o dia 21 de junho, a pequena Kimberlly de Fátima Moura Passos, 5 meses, permaneceu internada no Hospital Modelo de Cubatão, e hoje 25 de junho, fomos informados pela mãe Karen, que lamentavelmente o quadro da Kimberlly piorou, e ela foi transferida para UTI. Estamos rezando e aguardando notícias.

POSTADO PELA EQUIPE DO BOCA DE RUA

JUSTICA

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

2 respostas a Quem sabe mais, a “CROSS e a Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo,” ou a população que está sofrendo em Peruíbe?

  1. Gabriell disse:

    Primeiramente parabéns ao Boca de Rua que está abrindo os olhos de quem ainda não conhecia como Peruíbe é ”administrado” (da pior forma possível por sinal)
    Olha esses ”políticos” (se é que podem se chamar disto (90% tudo safado e vagabundos) que ficam na câmara não tem vergonha não ? que situação lamentável, um município aonde que pediatra não atende todos os dias? cadê o hospital que iriam construir ? não temos nada nessa cidade, só se ver politico roubando e reformando as suas casas , não se vê planejamento nenhum, não tem condução adequada, não tem saúde aonde vamos parar assim ? Eu no lugar desse pai entraria com um belo processo contra a Prefeitura de Peruíbe por não cumprir oque é de fato lei constitucional, está de fato aprovado que as crianças daqui estão na mão de Deus infelizmente talvez por muitos terem vendido seus votos isso mesmo (vendido) estão pagando caro com essa situação toda, enquanto a Prefeita que ”ama” tanto Peruíbe se quer mora aqui e não dá a minimo para essa situação, lamentável e revoltante!
    Que Deus possa confortar e ajudar essa pequena criança embora tão pequena já sofre com o descaso e falta de administração na nossa cidade !

    • Gabriell, obrigada pelo reconhecimento ao meu trabalho, ratifico todas suas falas e não vou para de lutar enquanto tiver essas injustiças na Saúde e na cidade de maneira geral.

      A nossa melhor arma, mais poderosa e mortífera que mata qualquer político safado e corrupto é o nosso TÍTULO DE ELEITOR E O NOSSO VOTO NAS URNAS sem venda de voto, sem trocar por cesta básica, por outra coisa qualquer, pois isso acontecendo tanto sofre o cidadão que vendeu o voto, como a população tal como vem acontecendo nesses anos todos, o povo tem que aprender pega o dinheiro do safado, bandido, ladrão e corrupto e não vota nesses que vão comprar o voto, de uma bela derrota para eles nas urnas, mas tem povo mais safado e corrupto que os próprios políticos, por que eles não conseguem entrar se o povo que vendeu o voto não votar neles.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>