Prefeita de Peruíbe fecha mais um importante posto de atendimento médico, desta vez, foi o Posto de Saúde do NIP.

FECHADO-POSTINHO-DO-NIP1-

QUAIS AS ALEGAÇÕES DA PREFEITA DE PERUÍBE PARA O FECHAMENTO DESTE IMPORTANTE POSTO DE SAÚDE???

As alegações, segundo ficamos sabendo, é que as instalações deste Postinho do NIP estavam precárias e sem condição de atendimento.

Ora prefeita, se isso fosse mesmo verdade seria fechado logo no início de sua abertura, como tudo nesta cidade não há uma manutenção preventiva, os equipamentos vão se deteriorando mesmo, por conta do total abandono, então fica mais fácil e rápido fechar, ao invés de restaurar ou fazer manutenção periódica no prédio de maneira geral.

Os moradores que se serviam deste importante postinho, haja vista, ele servia aos moradores de vários Bairros, quais sejam, Ilha Grande, Caraminguava, Estância dos Eucalíptos, Barreira, Jardim Killes, Nova Itariri e outros, este postinho sempre teve atendimento médico, distribuição de leite para as crianças carentes, cestas básicas e distribuição de bananas.

banana

Literalmente a prefeita deu uma BANANA para os moradores destes bairros, se quiserem ter atendimento médico terão que ir à pé até outro posto qualquer, isso se forem atendidos de pronto, sim por que ao invés da prefeita DESCENTRALIZAR ela prefere fechar o posto transferindo todo o problema de lugar para outro local o que acarretará maior problema, como em tudo a prefeita copia da velha prefeita, não poderia se diferente com mais um fechamento de um POSTO DE SAÚDE NA CIDADE DE PERUÍBE.

A questão é que o povo está por demais de debilitado em matéria de tudo, com muito mais ênfase em matéria da Saúde e como senão bastasse ela ter fechado o Hospital agora fecha o postinho do NIP?

Sem contar que a farmácia que também funcionava no NIP está sendo fechada, desativada deixando a população sem remédio também.

CADÊ A SECRETÁRIA DA SAÚDE QUE, SEQUER, INTERVEIO NESTA CONDUTA ARBITRÁRIA E TIRANA DA PREFEITA?

SECRETARIA-DA-SAUDE-DE-PERU

Que bagunça que é esta administração pública, só querem ver o povo sofrer, o sofrimento do povo é a alegria da administração pública de maneira geral.

Vamos lá povo do Caraguava e adjacências, vamos reivindicar a reabertura do postinho do NIP, não vamos permitir que mais um posto de saúde seja fechado e continue fechado por muitos anos como está o Hospital central de Peruíbe.

E aí vereadores deste Bairro que foram eleitos pelo povo do Caraguava, senhor Nilsão e Cabra Bom, cadê a atitude de vocês contra esta atitude arbitrária da prefeita???

POSTADO PELA EQUIPE DO BOCA DE RUA

ATE-QUANDO

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Uma resposta a Prefeita de Peruíbe fecha mais um importante posto de atendimento médico, desta vez, foi o Posto de Saúde do NIP.

  1. Robson Sciola disse:

    Olá, Claudete.
    Faz tempo que não lhe escrevo.
    Esta sua postagem cai como luva em uma e-mail que acabei de enviar para a produção da TV Tribuna (producao@tvtribuna.com), referente matéria do Bom dia São Paulo Regional da TV Tribuna, cujo teor segue anexo. Quem sabe eles se habilitam a fazer nova matéria depois de pesquisarem um pouco…

    http://g1.globo.com/sp/santos-regiao/bom-dia-sao-paulo/videos/t/edicoes/v/construcao-de-predios-com-mais-de-quatro-andares-divide-opinioes-em-peruibe/4833035/

    Nesta reportagem sobre ampliação da verticalização em Peruíbe, representantes da Associação Comercial vêem no projeto uma solução para adensar a população em uma área pequena, pois segundo eles a ocupação horizontal se esgotou. Aparentemente, poucas pessoas decidem construir/morar em casas na cidade, também por questões de falta de segurança, algo que a verticalização solucionaria.. Além do que, aumentando a população fixa na cidade, aumentaria a arrecadação de tributos e, segundo a prefeitura também a economia local. Segundo Paulo Henrique,secretário do governo municipal, “nos passamos 57 anos segurando o desenvolvimento e crescendo aos poucos” e acredita que esse projeto de verticalização ajudaria o desenvolvimento nos próximos 57 anos,crescendo aos poucos.
    Vou fazer algumas colocações a respeito.
    1. De fato,nestes 57 anos a cidade de Peruíbe foi crescendo aos poucos. Contudo o desenvolvimento da cidade foi retardado, principalmente, por falta de investimentos de infraestrutura que permitissem melhor ocupação do solo e aumento populacional com a qualidade de vida digna para moradores e veranistas. Realmente a cidade têm problemas de segurança e isso pode influenciar entre se adquirir uma casa comum, ou em um condomínio fechado, ou em apartamentos. Ora, deve ser óbvio que tais problemas devam ser resolvidos ou radicalmente minimizados ANTES de se pensar em aumentar a população através da verticalização. Ou alguém acredita que prédios de apartamentos NÃO são alvos da criminalidade?
    Num passado recente a Sabesp conseguiu estruturar uma rede de esgoto para atender a cidade, mas tal rede atende satisfatoriamente TODA a cidade? Ou temos inúmeros casos de esgoto correndo a céu aberto, quando não em vias públicas? E com a verticalização, a rede atual é suficiente? Não seria mais inteligente criar a infraestrutura PRIMEIRO, para depois aprovar tal projeto?
    E se falarmos em Saúde Pública, como fica? Segundo o censo do IBGE de 2010, a população da cidade é de 59.793 habitantes, mas deve estar beirando os 70.000. Na alta temporada esse número deve triplicar, talvez quadruplicar. Ora, a cidade NÃO tem um hospital decente para atender seus moradores fixos, o que dirá veranistas? E só ver matérias jornalísticas que já foram feitas sobre a Saúde Pública de Peruíbe para se constatar que um aumento populacional através da verticalização vai agravar esse problema. De novo, se coloca a carroça na frente dos burros.
    A cidade tem apenas UMA agência dos Correios!
    O sistema de transportes de ônibus é precário há décadas. A limpeza pública deixa a desejar. A infra-estrutura de turismo é ínfima.
    A verticalização vai criar empregos sim, mas temporários. Acabada a construção, onde vão parar os empregos? O que movimenta a economia da cidade é a alta temporada de veraneio que poderia ser estendida em mais meses SE a cidade abraçasse a sua vocação natural que é o turismo, ainda mais com o manancial ecológico de nossa região. A vocação da cidade não é construção civil, diga-se de passagem.
    Falemos um pouco de tributos. A prefeitura de Peruíbe poderia disponibilizar uma relação com os cinquenta maiores devedores do IPTU? E dizer se todos eles estão em processo da dívida ativa? Ou isso é segredo de Justiça?
    Quem são os cinquenta maiores proprietários (aqueles que têm mais propriedades) da cidade? Eles estão em dia com seus tributos? Algum deles é político ou tem parentes na política local? São corretores de imóveis?
    Talvez a imprensa investigativa possa responder a estes questionamentos e divulgar para a população de Peruíbe, como forma de esclarecer a quem realmente será benéfico o projeto de verticalização, se a população em geral ou apenas alguns interessados.
    Aparentemente os políticos de Peruíbe repetem erros do Governo Federal quando da realização da Copa da Fifa e agora com as Olimpíadas. Não criam as condições estruturais PRIMEIRO para a população, para depois atender à demanda de eventos e construções. Gasta-se demais em pretensas soluções que mais criam novos problemas do que apresentam soluções para os que já existem.

    Atenciosamente,
    Robson Sciola

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>