Greve no Hospital Regional de Itanhaém, nos dias 20 e 21 de Junho de 2017. Afetará, também, Peruíbe.

O Governador Geraldo Alckmin anuncia investimentos para ampliação do Hospital Regional de Itanhaém.

GREVE EM ITANHAEM

O BOCA DE RUA RECEBEU UM E-MAIL DE UM SERVIDOR DO HOSPITAL REGIONAL DE ITANHAÉM INFORMANDO DA GREVE, VEJA:

HRI 2

SRS (AS) MUNÍCIPES DE ITANHAÉM, PERUÍBE E REGIÃO, É O BREVE RELATO:

VISITA-DO-GOVERNADOR

Em 2007 ( há exatamente dez anos ) o Consaúde passou a administrar o Hospital Regional de Itanhaém e em 2008 realizou concurso publico autorizado pelo Governo do Estado para que as atividades pudessem atender a demanda existente como também o aumento desta.

O planejamento dos recursos humanos indicou que haveria a necessidade de aproximadamente 564 funcionários sem contar com a equipe médica que chegou a ter um pouco mais de 70 profissionais. Infelizmente, mesmo com o aumento da demanda nunca chegou-se ao numero planejado e o quadro atual conta com 350 profissionais das diversas áreas e uma equipe médica que conta com 50 pessoas. Até sábado passado ( 10/06 ) havia em torno de 20 profissionais terceirizados (banco de sangue, laboratório e segurança) com a não renovação do contrato da empresa de segurança os funcionários de outros setores (limpeza, manutenção e administração) estão sendo obrigados a cuidar também da segurança e desta forma não realizando a função para qual prestaram o concurso.

Em novembro de 2016 num processo, sem transparência e até obscuro o Consaúde, a mando do Estado, começou extra oficialmente informar a sua saída para os servidores. A possibilidade da troca se tornou oficial com a publicação no DOE do Convite Publico para Gestão Oficial e que em 05 do maio do corrente ano foi anunciado que o Instituto Socrates Gnaes/BA foi o vencedor com um projeto de valor superior a do Próprio Consaúde. A partir desta data a diretoria do Consaúde vem se utilizando de expedientes de pressão sobre os funcionários sobretudo do assédio moral. Foi dadas duas opções aos servidores concursados:

01 – Pedir exoneração para trabalhar na O.S e desta forma abrindo mão de todos os direitos trabalhistas conquistados

02- Solicitar a transferência para ir a Pariquera nas mesmas condições das atuais. É importante registrar que a grande parte dos servidores não recebem acima de dois salários mínimos.

Na audiência do dia 08/06 no MTP (Sorocaba) a diretoria do Consaúde disponibilizou 100 postos em Pariquera e o instituto Sócrates por sua vez disse que absorveria todos os servidores pois não tinha feito processo seletivo pois tratava-se de serviço de mão de obra especializada. Só que foram feitas duas ressalvas:

a- teria de ser feito o pedido de exoneração

b – não haveria qualquer tipo de estabilidade.

A ASSINATURA NA CALADA DA NOITE, AO APAGAR DAS LUZES

INSTITUTO-SOCRATES1

Vale ressaltar que o contrato com a O.S. Sócrates foi assinado na CALADA DA NOITE e publicado no DOE em 09 de junho onde constatou-se a antecipação de 60 dias a sua entrada.

Os servidores do Hospital Regional de Itanhaém mesmo não sendo reajustados a mais de 4 (quatro) anos sempre colocou a população em primeiro plano. Embora esteja agendada audiência no dia 22/05 no MPT com o Sr Presidente do Consórcio (prefeito de Registro) e os prefeitos dos municípios de Itanhaém, Peruibe, Mongagua e Itariri para que eles se manifestem e cumpram o que esta no estatuto do Consaúde através de assembleia foi deliberado:

A – Através do SINDSAUDE entrar com mandado de segurança

B – Realização de greve nos dias 20 e 21 de junho. O que já está encostando.

Os serviços de urgências serão mantidos normalmente e os que estiverem internados continuaram recebem os mesmos serviços.

Por Fim, deixamos claro que todas as tentativas foram feitas. Só que NÃO podemos mais aceitar a falta de respeito e o constante assédio moral . Esta forma de conduta da direção do Consaúde tem resguarda total do autoritário Governador do Estado de São Paulo SR GERALDO ALCKIMIN e até da própria Socrates Guanaes que afirmou que não estava sabendo de nada.

Desde já, estamos nos desculpando por quaisquer transtornos advindos da nossa paralisação.

ESSA FOI A INFORMAÇÃO QUE O BOCA DE RUA RECEBEU ATRAVÉS DE E-MAIL.

Causou preocupação ao BOCA DE RUA por conta que Peruíbe, é totalmente dependente da cidade de Itanhaém, para todo tratamento referente a Saúde, Peruíbe não tem hospital, não tem atendimento médico, em todos os casos ele corre para ser atendido em Itanhaém e com essa greve e essa confusão de ter uma nova OS Empresa Terceirizada na Saúde Pública é preocupante, receber aviso de greve nos dias 20 e 21 de Junho do corrente ano.

A LUTA QUE ESTAMOS TRAVANDO NÃO É SÓ PELOS 404 EMPREGOS DOS SERVIDORES DO HRI DEVIDAMENTE CONCURSADOS, MAS TAMBÉM PENSANDO NA POPULAÇÃO DA REGIÃO.

Em uma ENTREVISTA COM O RICARDO DO SINDSAÚDE ONDE, DE MODO BEM OBJETIVO FOI COLOCADO A OBSCURIDADE DESTE PROCESSO, TAIS COMO:

A – ABERTURA DE UM CONVITE PUBLICO AO INVÉS DE UMA LICITAÇÃO.

B – VENCEDOR COM PREÇO MAIOR,NÃO SENDO OBSERVADA A ECONOMICIDADE.

C – EMPRESA CONTRATADA DE OUTRO ESTADO (BA) QUE NÃO ADMINISTRA NADA EM SEU ESTADO NATAL

D – EMPRESA CONTRATADA COM PROCESSOS JUDICIAIS NO DOIS ESTADOS QUE ADMINISTRA (RJ E GO)

SR. PREFEITO DE ITANHAÉM, MARCO AURÉLIO

PREFEITO DE ITANHAEM

Com a palavra o senhor prefeito de Itanhaém, que é do mesmo partido que o prefeito de Peruíbe, isso é por demais de preocupante, como a população de Peruíbe poderá ficar totalmente sem hospital??? Isso é o CAOS VERDADEIRO e parece que ninguém está nem aí com a realidade dos fatos que são preocupantes.

Luiz-Mauricio2

Com a palavra, também, o prefeito e o Secretário da Saúde de Peruíbe, o que vocês vão dizer para os munícipes de Peruíbe, nesses dias de greve? Qual será a alternativa que os moradores de Peruíbe terão?

POSTADO PELA EQUIPE DO BOCA DE RUA

DE-OLHO-NA-CIDADE-1

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>